Sem categoria

8 erros para não cometer se estiver endividado

Se você estiver endividado, não cometa esses erros

Segundo dados divulgados pelo Banco Central, milhões de famílias estão com nome sujo e endividadas, muitos por conta de perda de empregos. Veja aqui 8 erros que você não deve cometer se estiver endividado.

Não calcular a dívida total.

A primeira coisa que se deve fazer é calcular o total da dívida, incluido encargos e juros. Isso é importante para que você saiba o quanto deve e dessa forma planejar o pagamento dessa dívida de forma mais consciente.

O cálculo deve reunir todo o necessário para construir um panorama geral da dívida. O objetivo é que sabendo do valor total, você se prepare para os cortes gerais no orçamento.

Infelizmente, nesses casos, cortar o cafezinho não deve trazer grandes impactos. Porém, qualquer corte, mesmo que pequeno pode fazer a diferença no geral.

O mais importante de tudo é que você não deixe de ter atenção aos juros. Estes tendem a corroer sua renda ao agirem de forma composta,o famoso juros sobre juros. Se você está endividado, é aqui que deve começar.

Deixar de pagar as suas contas em dia.

Evite juros desnecessários, pague suas contas em dia. O não pagamento de uma conta pode gerar um efeito pior, pelo acúmulo de juros e multas, o que tende a piorar a sua situação.

Uma alternativa, principalmente a gastos domésticos seria o corte ou redução de supérfluos, como TV a cabo, internet, dimunuir o gasto com serviços essenciais, como água, luz, telefone, gás, etc.

Gastos com cartão de crédito devem ser criteriosamente pensados antes, pois essa dívida pode prejudicar seu planejamento financeiro. Dívidas de cartão de crédito não pagas geram juros altíssimos que precisam ser evitados.

Pegar empréstimo com bancos sem avaliar a taxa de juros.

Avaliar a taxa de juros e o valor total do pagamento é importante antes do crédito, pois evita que você pague uma dívida cara com uma mais cara ainda. Além disso, se você tiver com restrições de crédito ou tenha renegociado dívidas há pouco, seu score pode estar baixo, o que significa dívidas mais custosas, visto que bancos tendem a emprestar a juros mais altos nesses casos.

Em certos casos, porém, mesmo uma dívida mais cara pode ser sua salvação, por exemplo, se você precisa pagar imediatamente um valor muito alto, como uma dívida de cartão de crédito, e tem crédito para a operação, porém sendo longo, no fim você tende a pagar mais do que pegou, porém poderá acomodar as parcelas no seu orçamento de forma mais fácil.

Manter investimentos que poderiam ser usados para abater a dívida.

Investimentos são ótimos, porém, geralmente sua taxa de juros é menor do que a de dívidas, o que significa que liquidar dívidas deve ser a sua prioridade.

Manter investimentos pode ser ótimo em caso de sua situação financeira estar bem realizada. Porém em caso de sua situação estar complicada, não mantenha investimentos, principalmente em poupança, pois os rendimentos não compensam o juros das dívidas que tendem a ser bem mais altos.

Pedir dinheiro a terceiros.

Parentes e amigos podem ser solícitos, porém evite pedir dinheiro emprestado a estes. Além de potencialmente estragar relações, estes podem precisar do dinheiro e você não ter como pagar de volta.

Outra fonte que deve ser evitada a todo custo são agiotas, estes cobram juros impagáveis e você tende a se enrolar mais ainda.

Acreditar em promessas de limpeza de nome.

Como diz o ditado: “Quando a esmola é muita, o santo desconfia”. Muitos anúncios de limpeza de nome envolvem a promessa: “sem pagar nada”. Se você está devendo como alguém limparia seu nome sem que você precisasse pagar? Geralmente, os golpistas que oferecem esse tipo de serviço são fraudadores que além de não limparem seu nome, podem envolvê-lo em fraudes ainda maiores.

Portanto não acredite em promessas de limpeza de nome, pois elas podem trazer mais dores de cabeça do que alívio para a sua via financeira. Se você estiver endividado, tente negociar ou renegociar para que possa fazer os pagamentos.

Arriscar dinheiro em investimentos mirabolantes.

Existe muita gente que é cautelosa na hora de investir dinheiro, evita investir em fundos, ações e outros mecanismos de renda variável pelo risco. Porém, algumas dessas pessoas, não tem o mesmo cuidado na hora de fazer alguns investimentos em produtos ou negócios que parecem mirabolantes.

Algumas pessoas caem facilmente na idéia de que podem ficar ricas de forma rápida e com pouco esforço, o que é muito difícil, e investem alto nesse tipo de idéia. Esse também é um erro que pode comprometer as suas finanças e piorar sua vida.

Logo, tenha muito cuidado onde você investe seu dinheiro, avalie bem cada situação antes de decidir. Isso é ainda mais importante se estiver endividado, porque cada centavo pode fazer a diferença.

Aceitar qualquer proposta de emprego.

É comum que uma pessoa desempregada esteja em situação desesperadora. Nessa situação, com dívidas acumulando e necessidades, vemos qualquer oportunidade como “A oportunidade”. Porém, tenha em mente que aceitar uma proposta somete pelo seu desespero, pode custar muito, visto que certas oportunidades podem não trazer o dinheiro necessário para pagar suas contas.

Além disso, algumas oportunidades melhores podem aparecer com um salário melhor ou melhores condições. Então, tenha muito cuidado na hora de escolher o emprego se estiver endividado e procurando algum, tanto por desemprego ou por necessidade de mais um trabalho para complementar a renda.

Essas são alguns dos cuidados a tomar se estiver endividado, veja se você não caiu em algum desses erros, tente corrigir o que estiver errado, renegocie as dívidas e comece a formar um fundo próprio de investimentos para que você sempre tenha na hora da necessidade.

Aproveite e veja também a nossa série de posts sobre os 7 pecados das finanças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *